Algo indispensável em todo leilão, independente do tipo ou modalidade, é o Edital. Neste documento, é possível saber todas informações importantes e pontos principais do leilão em questão. Ler o Edital é a primeira coisa que deve ser feita ao pensar em participar de um leilão. Bom, agora vamos entender um pouco mais sobre este documento.

A importância de ler o Edital

Em primeiro lugar, antes mesmo de escolher o bem e fazer o arremate, é preciso ler o edital. Só com base nele, você vai conseguir montar uma boa estratégia e realizar um investimento de sucesso. Lá, vão estar todas as informações que garantem a legalidade do leilão, assim como também, detalhes sobre a documentação exigida para participar. Além disso, no Edital, estão todas as informações sobre as formas de pagamento daquele leilão, inclusive, se é possível parcelar o valor. É preciso ler o edital com calma e atenção. Mesmo que possa ser um processo bem demorado, tirar um tempo para estudar o edital vai ser uma verdadeira “mão na roda” para você. Assim, é importante saber identificar quais são os pontos principais do documento, para facilitar a leitura. Isto é:

Regras de participação

 

Quer aprender mais sobre leilões? Como ter lucro com os produtos da Receita Federal
Aprenda como comprar carros economizando 50% através do mercado de leilões
Descubra como ter uma alta rentabilidade dentro do mercado de leilões

Depois de saber as regras e cumprir todos os requisitos, é hora de se atentar a um outro ponto: Conhecer melhor o Leiloeiro. Quem vai conduzir todo o processo do leilão é o leiloeiro. Assim, é preciso verificar todas as informações e dados do leiloeiro, para garantir a confiança do arremate e evitar golpes.

Conhecendo o Leiloeiro

Além disso, é importante ressaltar que, no leilão judicial, o edital é definido pelo juízo, que determinou a sua realização. Portanto, no extrajudicial, é elaborado pelo leiloeiro, que tem fé pública, com base nas suas determinações e condições. Depois de conferir as informações do leiloeiro, podemos ir para os lotes. O lote é o bem que será arrematado no leilão, sendo assim, para evitar possíveis complicações, é necessário verificar a origem do lote, se há dívidas, processos e outros tipos de detalhes.

Analisando o Lote

Partindo para a arrematação

Vamos para o último ponto, e não menos importante: A arrematação. Após a análise de todos os requisitos no Edital, você poderá escolher o seu lote e dar o seu lance com segurança. Mesmo que não tenha certeza de que vai arrematar, é importante ter em mente todas as regras do leilão escolhido. Pois grande parte das complicações que podem surgir em um leilão, são resultado da falta de leitura do Edital. Sendo assim, a sua leitura é algo obrigatório para quem quer fazer uma ótima arrematação. Agora, você já está por dentro do Edital! E para aumentar ainda mais o seu conhecimento sobre leilões, saiba Como ganhar dinheiro no mercado de leilões. Clique aqui.

Uma resposta

Os comentários estão desabilitados.